22 de jun de 2009

olhe bem as montanhas



Será que já aprendemos a construir cidades? Vendo os bairros nobres, os condomínios fechados, fica evidente que estamos longe. O parcelamento do solo baseado em retículas rígidas, cujo critério mais importante é o número máximo de unidades, é o modelo dominante e quase sempre destrói a paisagem, ironicamente, a mesma que motiva alguns dos compradores iniciais dos lotes.
É o que ocorre com os arredores do Village Terrace, em Bela Lima, ou Novo Horizonte...
Na primeira foto, o impacto do adensamento, que se vê à direita, já está presente.
Na segunda, ele já está determinado.
Na terceira, um condomínio projetado pelo Gustavo Penna, aponta outro caminho, e se beneficia da paisagem natural. Só não se sabe até quando.

O arquiteto entra tarde demais no processo de apropriação da terra e, em consequencia, muitos dos conhecimentos que constituem a arquitetura não são colocados a serviço da sociedade. Já na escola, fazemos escolhas importantes, ao chamarmos de "parcelamento" o projeto da constituição dos assentamentos humanos.

2 comentários:

Cristiane disse...

Olá Sergio!
Moro em Nova Lima e percebo de perto o que estão fazendo com a cidade. É doloroso ver as montanhas virarem concreto.

Vicente Bernardo disse...

Mais um pedido de SOCORRO .... cade a valorização do arquiteto.... muito bem expressado pelo Professor Sergio quando diz que chegamos tarde demais . o sistema precisa de mudança .